XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CONTROLE RESTRITO NA LEITURA: AVALIAÇAO DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA

Resumo

Os objetivos do presente estudo foram (1) identificar controle restrito de estímulos no desempenho de crianças com Transtorno do Espectro Autista em uma tarefa de matching-to-sample (MTS) que utilizou sílabas e palavras como estímulos e (2) avaliar um procedimento conhecido como resposta de observação diferencial (DOR), que impedia que o responder da criança aos estímulos comparação fosse baseado em apenas uma das sílabas da palavra apresentada como modelo. Foram realizadas três tarefas de Linha de Base (LB) com duas funções diferentes. A primeira foi uma tarefa de MTS palavra-sílaba, na qual o participante deveria apresentar entre 34% e 67% de acertos para considerar que tinha controle restrito na leitura de palavras. A segunda e a terceira Linhas de Base foram tarefas de MTS palavra-palavra e MTS sílaba-sílaba, para assegurar que os participantes possuíam repertório mínimo de identidade envolvendo palavras e sílabas. As tarefas de MTS não foram reforçadas, mas foram inseridas em razão variável (VR 3) sessões de Discriminação Auditivo Visual para reforçar estas respostas e o responder continuar acontecer. Para os dois participantes foi identificado controle restrito. A análise de erros mostrou padrões de respostas de controle de restrito por posição, sílabas ou unidades verbais mínimas como letras. Durante as Linhas de Base (LB) MTS palavra-palavra e sílaba-sílaba houve aumento no desempenho dos participantes, mesmo não havendo reforço específico para as tarefas de MTS, o que pode inferir a atuação de algumas possíveis outras variáveis desconhecidas. Após o procedimento DOR, e com retorno à Linha de Base, observou-se melhora no desempenho de ambos os participantes, indicando diminuição do controle restrito e mudança no padrão de erro.



Palavras chave

Palavras-chave: controle restrito de estímulos, resposta de observação, matching-to-sample, TEA.

Minicurrículo do proponente

Psicóloga - PUC- GO
Especialista em Psicologia Escolar (PUC-GO) Especialista em Neuropsicologia (PUC-GO)
Especialista em Análise do Comportamento Aplicada aos transtorno do desenvolvimento atípico – Autismo (Núcleo Paradigma-SP)
Mestre em Psicologia – Análise do Comportamento Aplicada

Perfil do público alvo

Profissionais que trabalham com desenvolvimento atípico e áreas afins.

População envolvida

Crianças na faixa etária de 6 a 7 anos de idade do sexo masculino, ambos com diagnóstico de TEA,

Área

Transtorno do Espectro do Autismo

Instituições

PUC - GO - Goiás - Brasil

Autores

RAQUEL BORGES MAGALHÃES, LORISMARIO ERNESTO SIMONASSI