XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

REDE SOCIAIS: O INSTAGRAM AMPLIANDO O ALCANCE DAS CONTINGÊNCIAS DE PROMOÇÃO DE SAÚDE

Resumo

A Carta de Ottawa (1986) define o conceito de Promoção da Saúde como o processo de capacitação da comunidade para atuar na melhoria de sua qualidade de vida e saúde, incluindo a maior participação no controle deste processo. Considera, ainda, saúde como conceito positivo, que engloba aspectos sociais e pessoais, bem como sua capacidade física, ressaltando a importância do indivíduo e dos grupos identificarem e modificarem o ambiente de forma favorável para além de um estilo de vida saudável, buscando atingir o físico, o mental e o social. Neste processo, é fundamental o desenvolvimento de habilidades sociais dos indivíduos, para desenvolver repertório que permita maior controle sobre sua saúde e o meio ambiente, por meio de ações que visem promover saúde através da divulgação, informação, educação para a saúde e intensificação das habilidades vitais. Enquadrada como Marketing Social, o trabalho de divulgação no Instagram tem sido direcionado para mudanças nas práticas sociais, promovendo mudanças no comportamento, nos valores e até cognitivas. Além disso, as redes sociais se tornaram o principal ambiente social para promoção de saúde durante o período de pandemia. Diante disso, foi criado um projeto de promoção de saúde mental denominado Sobre(Viver), que teve como objetivo promover saúde de maneira integral por meio da rede social. Foi utilizada a página já existente “Desafio dos 30 dias” que tinha 278 seguidores. O projeto iniciou em 1 de março de 2020 e continua ativo, atualmente com 1026 seguidores (crescimento de 269%). Com o uso de imagens, textos, vídeos, LIVES, stories, sorteios, foram realizadas 117 postagens com diferentes conteúdos, que ao todo somam 3.025 curtidas, 1.270 comentários 745 compartilhamentos e alcance de 41.497 pessoas. Os resultados alcançados podem ser considerados significativos e servirão como justificativa para a continuidade de projetos que utilizem redes sociais para ampliação do alcance das contingências como promoção de saúde.

Palavras Chave

Promoção de Saúde / Redes Sociais / Psicologia / Contingências / Tecnossocialidade

Minicurrículo do proponente

Possuo título de especialista (Lato Sensu) em Didática e Práticas de Ensino, graduação em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Anhanguera - Uniderp (2012). Graduando em Psicologia, pelo Centro Universitário do Distrito Federal – UDF (Conclusão prevista para julho/2020). Ocupante do cargo efetivo de Assistente em Ciência e Tecnologia desde março de 2013. Atualmente atuo como Coordenador de Desenvolvimento de Pessoas no DNIT. Curador da Trilha de Aprendizagem sob a temática de Liderança, com enfoque no serviço público, no MCTIC. Experiência na área de Gestão de Pessoas e todos seus subsistemas. Experiência, também, em Promoção e Prevenção de Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho, inclusive tendo atuado como Chefe do Serviço de Atenção à Saúde do Servidor. Atuo como instrutor/facilitador de aprendizagem em cursos de pequena, média e longa duração. Entusiasta da Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS. Interesse por pesquisa na área de habilidades sociais voltada para a área acadêmica e de lideranças profissionais.

População envolvida

Outra

Perfil do público alvo

Introdutório

Área

Saúde

Autores

Gleison Gomes Costa, Adriana Oliveira, Antônia Pereira de Souza Rocha, Carine Rodrigues Morais, Jéssica Batista Costa, Juliana Ribeiro Dornellas, Matheus Zambrano Boaventura