XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

HABILIDADES SOCIAIS E SEU VIES DE RISCO/ PROTEÇAO AO SUICIDIO NA ADOLESCENCIA: UM OLHAR ANALITICO-COMPORTAMENTAL

Resumo

TCC realizado a partir de levantamento bibliográfico de fontes secundárias com objetivo de correlacionar déficits em habilidades sociais e ocorrências de suicídio entre adolescentes. Não apenas pessoas com transtornos psicológicos cometem suicídio, é importante atentar às questões sociais e econômicas com intervenções que abarcam o treino de habilidades sociais (HS). As HS favorecem o acesso à reforços podendo prevenir ou reduzir dificuldades psicológicas. Não é a ausência de conflitos que proporciona o crescimento emocional e promove saúde, mas a habilidade em encontrar alternativas para a solução dos problemas. O bem-estar psicológico não é a tentativa de suprimir as expressões vistas como negativas, mas sim competências e habilidades que possibilitam variabilidade. É presumível a ocorrência de situações estressoras e conflituosas, por isso as habilidades sociais são fundamentais no enfrentamento das adversidades. Munido de um vasto repertório, mesmo que suscetível aos fatores de risco, outras possibilidades se farão presentes. Déficits em HS têm correspondência com algumas psicopatologias que listam como ameaças ao suicídio. É possível um trabalho preventivo sem foco nas causas, mas no aumento de repertório para que, mesmo diante de uma situação vista como causal, o indivíduo tenha possibilidade de enfrentamento, pois, apesar da existência de fatores de risco, dificilmente seria possível proteger os sujeitos de todos os quadros que constituem ameaça. As HS podem funcionar de maneira a reforçar comportamentos incompatíveis e/ou reforçar diferencialmente comportamentos alternativos. É cabível inferir que sujeitos socialmente hábeis possuem repertório comportamental que garante reforçadores por respostas contrarias àquelas vinculadas ao suicídio. A complexidade das relações requer destrezas sociais e, vários dos requisitos da felicidade geral estão atrelados ao comportamento social hábil. Dessa forma, cabe infere-se correlação entre HS, adolescência e suicídio.

Palavras chave

Habilidades sociais. Suicídio. Adolescência. Análise do comportamento. Prevenção.

Minicurrículo do proponente

Psicóloga recém formada e pós-graduanda em Terapia Comportamental -Terapia por Contingências de Reforçamento (TCR). Possui curso de Introdução à Terapia Comportamental (TCR) e curso de Extensão Teórico-Prático em Terapia Comportamental.

Perfil do público alvo

Introdutório

População envolvida

Criança, adolescentes e adulto

Área

Outros

Instituições

Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio - São Paulo - Brasil

Autores

KARINE AMORIM SOARES, ANDRÉ SANCHEZ DE SOUSA