XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ALFABETIZAÇAO DE ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS: UM PROJETO PARA O DESENVOLVIMENTO DE UM CURRICULO NACIONAL.

Resumo

No Brasil, as crianças com autismo (TEA) devem ser matriculadas preferencialmente no sistema regular de ensino (Plano Nacional de Educação, 2014). De acordo com a Lei de Inclusão no Brasil, de 2015, o aluno com TEA tem o direito ao currículo adaptado tanto na escola pública quanto na privada. Entretanto, dados de Ribeiro, Melo e Sella (2017) e Gomes e Mendes (2010) apontam para o baixíssimo índice de adaptação curricular para estes alunos (apenas 13% e 0%). Tal dado pode ser justificado pelo fato de que não há protocolo ou manual específicos para adaptação curricular no país. Diante de tal demanda, se faz necessário o desenvolvimento nacional de um currículo para tal fim. O Núcleo de Intervenção Comportamental (NIC) está desenvolvendo um currículo que descreve uma sequência de pré-requisitos e procedimentos para alfabetização em português brasileiro de crianças com autismo e outras necessidades educacionais especiais. Dado as especificidades do idioma, não se fazem traduzíveis os currículos internacionais. O presente projeto baseia-se nos estudos de Neuropsicologia nacionais sobre alfabetização e nos estudos de controle de estímulos da Análise do Comportamento. Os princípios do Currículo estão de acordo com as diretrizes da Política Nacional de Alfabetização (2019).

Palavras chave

Autismo - Alfabetização - Currículo

Minicurrículo do proponente

Marina Santos Lemos
Psicóloga, Especialista em Terapia Comportamental pela Universidade de São Paulo e Mestre em Psicologia Experimental pela Universidade de São Paulo. Trabalha com Atendimento e Consultoria a pessoas com Desenvolvimento Atípico.

Perfil do público alvo

Terapeutas e educadores que trabalhem com crianças com desenvolvimento atípico e que tenham interesse no desenvolvimento de ferramentas para uma melhor alfabetização deste público.

População envolvida

terapeutas e crianças com desenvolvimento atípico em fase de alfabetização

Área

Educação especial

Autores

MARINA SANTOS LEMOS , LETÍCIA ALENCAR , DAFNY BISPO SILVA, NATANY FERREIRA SILVA