XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

POSSIVEIS ESTRATEGIAS DA ANALISE DO COMPORTAMENTO PARA DIMINUIÇAO DE ATOS AGRESSIVOS CONTRA TRANSEXUAIS NA EDUCAÇAO

Resumo

O presente estudo buscou observar possíveis fontes aversivas para a população de travestis, transexuais e homens trans, dentro do ambiente escolar, e ao levantar tais fatores propor formas para criar uma cultura de paz utilizando métodos/procedimentos embasados na Análise do Comportamento. Justifica-se a realização deste trabalho uma vez que dados provindos da Secretaria de Educação da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais apontou que uma parte substancial (73%) daqueles que não se declaravam heterossexuais já sofreram alguma forma de agressão. A metodologia proposta para alcançar os objetivos lançados foi à pesquisa bibliográfica através de materiais e livros físicos e virtuais, informativos de sites governamentais e não-governamentais, por meio de artigos em sites reconhecidos como fidedignos, publicados nos últimos dez anos. Um dos trabalhos examinados que revisou um total de 1.076 grades curriculares de cursos de pedagogia em todo território nacional constatou que a temática transexualidade não é abordada de forma direta em nenhuma disciplina do curso, bem como não é observado na atual gestão do governo federal politicas públicas voltadas à inclusão da discussão sobre essa população na sociedade como um todo, sendo conjecturado de tal forma que tal cenário pode servir como fundo das práticas agressivas no ambiente escolar. A contribuição, embasada pela teoria da Análise do Comportamento, proposta pelos autores deste artigo, como decorrência do levantamento bibliográfico realizado, para uma possível diminuição (da frequência e/ou magnitude) de atos agressivos contra transexuais no ambiente escolar pode ser por meio da sua valorização como um fator que os tornem “positivamente visíveis”; levar os agentes punidores a discriminar as consequências negativas de suas práticas, buscando estimular a criação de um ambiente escolar de equidade; bem como lidar com a transfobia através de práticas próximas aquela da dessensibilização sistemática.

Palavras chave

Transexualidade, Transfobia, agressividade, educação, Análise do Comportamento.

Minicurrículo do proponente

Atualmente graduando de Filosofia pela UNIPAR. Possui bacharelado e licenciatura em Psicologia pela Universidade Paranaense (2004), Especialização em Terapia Analítico Comportamental pela Universidade Paranaense (2005), Especialização em Docência do Ensino Superior pela UNIPAN/FACIAP (2011), Master of Science by Research in Psychology - University Of Wollongong - Australia (2011), Mestre em Filosofia Moderna e Contemporânea pela UNIOESTE (2018). Atualmente é professor da UNOPAR, bem como psicólogo trabalhando na Secretaria de Saúde da cidade de Cascavel/PR, atuando principalmente nos seguintes temas: terapia de aceitação e compromisso,psicoterapia comportamental, ensino, pragmatismo, história e filosofia das ciências.

Perfil do público alvo

Introdutório

População envolvida

Adolescentes

Área

Educação

Autores

VINICIUS REIS DE SIQUEIRA, HAYANA RAMOS DE MATOS SIQUEIRA