XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CORRESPONDENCIA VERBAL FAZER/DIZER E DIZER/FAZER

Resumo

A correspondência verbal entre o dizer e o fazer é definida como a coerência entre o que uma pessoa diz que vai fazer/fez e o que ela realmente faz. O presente estudo objetiva verificar se através de esquema de reforçamento contínuo (CRF) contingente à figura geométrica escolhida de menor frequência da Linha de Base 1 (LB1) e contingente à sentença de menor frequência da LB 2 mudaria a frequência da classe de respostas fazer/dizer e dizer/fazer. Participaram do estudo 5 estudantes universitários ingênuos experimentalmente. Foi desenvolvido um software denominado Correspondence 1.1 para a realização do experimento. Em uma sala experimental, na Fase 1 a tarefa do Participante era tocar nas figuras geométricas círculo, quadrado, losango e estrela durante 5 sessões com 21 tentativas cada sessão, sem consequências programadas para as respostas de toque. Na Fase 2 a tarefa do Participante era tocar nas figuras geométricas, sendo que quando tocava na figura geométrica de menor frequência da Fase 1 ganhava pontos e quando tocava nas outras não ganhava. Na Fase 3 a tarefa do Participante era tocar nas sentenças círculo, quadrado, losango e estrela durante 5 sessões com 21 tentativas cada sessão, sem consequências programadas para as respostas de toque. Na Fase 4 a tarefa do Participante era tocar nas sentenças, sendo que quando tocava na sentença de menor frequência da Fase 3 ganhava pontos e não ganhava quando tocava nas outras sentenças. Na Fase 5 acontecia o mesmo procedimento da Fase 1. O critério de encerramento das Fases 1, 3 e 5 era o participante passar por 105 tentativas e das Fases 2 e 4 era atingir o critério de 90 % de acertos nas três últimas sessões. Os resultados mostraram que reforçando somente instâncias de respostas das classes operantes em CRF não foi suficiente para promover correspondência verbal para todos os Participantes, sendo que a falta de correspondência pode ter acontecido devido ao histórico de vida ou a alguma outra variável desconhecida.

Palavras Chave

Correspondência Verbal. Esquema de Reforçamento Contínuo. Comportamento Verbal.

Minicurrículo do proponente

Graduando do curso de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC GO). Foi bolsista de Iniciação Científica (BIC/PUC - Goiás) no Laboratório de Análise Experimental do Comportamento (LAEC) da PUC GO orientado pelo Prof. Dr. Lorismario Ernesto Simonassi. Foi integrante do Centro Acadêmico de Psicologia (Gestão Consolidação) na diretoria de Relações Acadêmicas e Institucionais, monitor da disciplina de Psicologia Geral Experimental 2 sob a orientação da prof. Dra. Nagi Hanna Salm Costa e pesquisador voluntário na coleta e análise de dados do mestrado do aluno Pedro Henrique Carvalho realizado no LAEC da PUC GO.

População envolvida

Adulto

Perfil do público alvo

Introdutório: Dirigido preferencialmente a estudantes de graduação ou profissionais recém-formados. Deve apresentar um tema de interesse na formação de profissionais, referente ao esclarecimento de conceitos, à apresentação de tecnologias de intervenção ou à introdução de aspectos metodológicos das abordagens comportamental e cognitiva.

Área

Processos Comportamentais Básicos

Instituições

Laboratório de Análise Experimental do Comportamento - Goiás - Brasil, Pontifícia Universidade Católica de Goiás - Goiás - Brasil

Autores

João Victor de Araújo Pereira , Lorismario Ernesto Simonassi , Gabriel Uehara Sodré