XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PROCEDIMENTO DO TREINO DO USO DE MASCARA EM CRIANÇAS COM DESENVOLVIMENTO TIPICO OU ALGUM TRANSTORNO DO DESENVOLVIMENTO

Resumo

A COVID-19 é uma doença viral, detectada pela primeira vez na cidade Wuhan, em dezembro de 2019, na China. Vem atingindo inúmeras pessoas em diversos níveis de complexidade, sua rápida propagação a tornou uma pandemia no período de dois meses. Devido à inexistência de vacinas e do alto nível de contágio do vírus, foi necessário que o Ministério da Saúde (BRASIL, 2020) implementasse medidas para proteger a população da possibilidade de contágio, como lavar as mãos, a adoção do distanciamento social o uso da máscara em locais públicos (GARCIA, 2020). Dessa forma, pôde-se observar dificuldades de alguns familiares em aderirem a utilização do uso da máscara, tanto em relação a crianças que possuem algum diagnóstico prévio, como também, envolvendo crianças sem diagnósticos. Considerando a importância do uso da máscara como recurso que diminui a probabilidade de contágio e mortes pelo Covid-19, mostrou-se de extrema importância a efetivação de estratégias no trabalho clínico para auxilia-los na aceitação do uso da máscara. Assim, o presente trabalho teve como objetivo descrever os procedimentos utilizados no treino de uso da máscara de segurança, utilizando o recurso da dessensibilização sistemática em 12 etapas, embasado na ciência da Análise do Comportamento Aplicada (ABA). Sendo o brincar com a máscara, habituação com o tecido, colocar um elástico por vez, os dois elásticos, permanecer por 1 segundo, 10 segundos, 30 segundos, 1 minuto, utilizá-la durante atividade reforçadora alimentícia, durante uma brincadeira reforçadora, 10 minutos, permanecer por período ilimitado. A técnica de dessensibilização sistemática, visa ensinar o indivíduo a emitir uma resposta contrária a ansiedade perante o estímulo aversivo, dessa forma, a associação das intervenções com dessensibilização sistemática e o reforço positivo utilizados em indivíduos em fase experimental deste procedimento, apresentou resultados positivos baseados na literatura Analítico Comportamental.





Palavras Chave

Palavras-chave: Covid-19; uso de máscara; autismo; dessensibilização sistemática.

Minicurrículo do proponente

Psicóloga Clínica formada pela UMESP. Mestre em Psicologia da Saúde pela UMESP e Pós-Graduanda em ABA: Análise do Comportamento Aplicado ao Autismo, Atrasos de Desenvolvimento Intelectual e de Linguagem, pela UFSCAR e pelo CBI of Miami Intervenção ABA para Autismo e Deficiência Intelectual. Curso de Capacitação em Análise Aplicada do Comportamento e Curso ABA Análise Aplicada do Comportamento nos Transtornos do Espectro Autista.
Pesquisadora financiada pela CAPES/FAPESP, com pesquisas ao desenvolvimento infantil.

População envolvida

Crianças com desenvolvimento típico ou com algum atraso e/ou trasntorno de desenvolvimento.

Perfil do público alvo

Crianças tipicas ou com dignosticos prévios que possuam hiperssensibilidade ou hipossensibilidade em relação ao uso da mascara.

Área

Intervenção Clínica no Consultório

Instituições

CLIA PSICOLOGIA SAÚDE E EDUCAÇÃO - São Paulo - Brasil

Autores

MICHELLE CRISTINE TOMAZ DE OLIVEIRA, VIVIANE MIRANDA MONTAGNINI, SILVIA THOMAZ, LUCAS VASCONCELOS, Paula GLEYSA SILVA CONCEIÇÃO, TAUANE OLIVEIRA, SUSANA ROSA LOPES BARRIOS, ANA PAULA MAGOSSO CAVAGGIONI