XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PRATICAS PROFISSIONAIS NO TRATAMENTO DO TRANSTORNO DE ESTRESSE POS-TRAUMATICO (TEPT)

Resumo

O Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) tem como principal critério diagnóstico a exposição a eventos estressores traumáticos. No contexto atual, a possibilidade de infecção por covid-19 e a gravidade do caso compõem um evento traumático que, associado ao distanciamento social, pode desencadear um quadro de TEPT. Diante da possibilidade de aumento da incidência do TEPT, torna-se oportuno levantar e discutir as abordagens e técnicas adotadas por psicólogos e psiquiatras brasileiros no tratamento do TEPT. Para isso, foi realizado um estudo transversal exploratório cujos participantes foram 208 profissionais dos 27 estados brasileiros, exceto Acre, Amazonas e Roraima, sendo 194 psicólogos (93,3%) e 14 psiquiatras (6,7%) que haviam tratado ao menos um caso de TEPT ao longo da carreira profissional. Foi aplicado um questionário online, desenvolvido pelos pesquisadores e revisado por especialistas no tema. O instrumento possuía 20 perguntas que visavam identificar as técnicas adotadas por clínicos no tratamento do TEPT. A análise estatística descritiva dos dados indicou a prevalência do uso da experiência para escolha de procedimentos a serem aplicados aos pacientes (M = 3,49, DP = 1,34), seguida pelo alinhamento teórico do procedimento (M = 3,32, DP = 1,32) e pela aceitação do paciente em relação ao procedimento (M = 3,26, DP = 1,25). Por outro lado, a escolha dos procedimentos a partir de evidências científicas (M = 2,28, DP = 1,34) e a partir da análise de cada caso (M = 2,28, DP = 1,34) foram indicadas como menos influentes. Não foi identificada diferença significativa em relação à abordagem teórica indicada pelo profissional e os critérios de escolha de procedimentos. Espera-se que o estudo auxilie os profissionais da área a refletir acerca das práticas escolhidas, além de fornecer dados importantes para a comunidade acadêmica e para as instituições de ensino, as quais podem se beneficiar de novas hipóteses de pesquisa e potencialmente aprimorar currículos.

Palavras chave

Transtorno de Estresse Pós-Traumático; Práticas Terapêuticas; Survey; TEPT

Minicurrículo do proponente

Estudante de Psicologia, cursando o último ano da graduação pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB). Tem formação em análise comportamental clínica pelo Instituto Brasiliense de Análise do Comportamento (IBAC). É monitora do curso de Formação em Análise Comportamental Clínica no IBAC. Vem se especializando em Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT), Teoria das Molduras Relacionais (RFT) aplicada à clínica e terapias de exposição (EP e EPR), voltadas especialmente para o tratamento de transtornos de ansiedade, Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) e Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT). É membro da Association for Contextual Behavior Science (ACBS) e da Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental (ABPMC).

Perfil do público alvo

Introdutório, Intermediário e Avançado

População envolvida

Não se aplica

Área

Saúde

Instituições

Associação Paradigma de Ciências do Comportamento - São Paulo - Brasil, Centro Universitário de Brasília - UniCEUB - Distrito Federal - Brasil, Universidade de Brasília - UNB - Distrito Federal - Brasil

Autores

MICHELLI CARRIJO CAMEOKA, LUÍSA JOBIM SANTI, JOANA SINGER VERMES, CARLOS MANOEL LOPES RODRIGUES