XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANALISE APLICADA DO COMPORTAMENTO E A INTERVENÇAO PRECOCE NO TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA: UMA REVISAO INTEGRATIVA

Resumo

A partir da década de 70, com as contribuições de Ivar Lovaas, a Análise do Comportamento tem sido amplamente utilizada na intervenção junto ao autismo. Essas estratégias passaram por uma série de mudanças, visando não apenas o desenvolvimento de novos repertórios, bem como a manutenção destes, por indivíduos com o diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista (TEA). No que se concerne à intervenção junto ao TEA, na última década a intervenção precoce começou a ganhar mais atenção no meio científico, e um dos modelos de grande destaque é Modelo Denver de Intervenção Precoce (ESDM), sendo para muitos uma ramificação da Análise Aplicada do Comportamento. Mas como estão ocorrendo as intervenções precoces sustentadas pelos pressupostos da Análise do Comportamento? Partindo de tal premissa o presente estudo teve como objetivo levantar, junto a literatura pertinente, as intervenções precoces, sustentadas pela Análise do Comportamento, realizadas junto ao TEA. O método de estudo foi a revisão integrativa seguindo o modelo proposto por Botelho, Cunha e Macedo (2011), composto por 6 etapas: identificação do tema e seleção da questão de pesquisa; estabelecimento dos critérios de inclusão e exclusão; identificação dos estudos pré-selecionados e selecionados; categorização dos estudos selecionados; análise e interpretação dos resultados; e apresentação da revisão/síntese do conhecimento. Através dos descritores “autismo”, “análise aplicada do comportamento” e “intervenção precoce”, foram levantados, nas bases de dados PubMed e Wiley Online Library (JABA), 12 estudos publicados nos últimos 5 anos. Nos resultados obtidos constatou-se a apresentação de estratégias para o desenvolvimento de repertórios específicos, estratégias de intervenção adotadas em cidades e/ou locais específicos, diferenças de gênero e possíveis implicações para a intervenção do analista do comportamento, características e comportamentos associados à intervenção precoce, bem como a análise das intervenções.

Palavras Chave

Análise aplicada do comportamento; intervenção precoce; transtorno do espectro autista

Minicurrículo do proponente

Graduado em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUC/PR (2006); especialização em Psicologia Clínica: Terapia Comportamental e Cognitiva, pela Faculdade Evangélica do Paraná - FEPAR (2008); especialização em Docência na Saúde, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2015); mestrado em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem, pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP, Campus Bauru (2010); doutorando em Biotecnologia Aplicada à Saúde da Criança e do Adolescente, nas Faculdades Pequeno Príncipe (FPP). Professor universitário, no curso de graduação em Psicologia das Faculdades Pequeno Príncipe (FPP). Psicólogo clínico e Analista do Comportamento, atuando nas áreas de Análise Aplicada e Experimental do Comportamento.

População envolvida

Desenvolvimento atípico.

Perfil do público alvo

Intermediário.

Área

Transtorno do Espectro do Autismo

Instituições

Faculdades Pequeno Príncipe - Paraná - Brasil

Autores

Felipe Ganzert Oliveira, Priscila Nappa Padilha Oliveira