XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

GANHANDO OU PERDENDO DO OPONENTE EM UM JOGO COMPUTADORIZADO: O PAPEL DA COMPETIÇAO NA ACURACIA DO RELATO VERBAL DE CRIANÇAS

Resumo

Os estudos na área de correspondência entre comportamento verbal e não-verbal têm investigado aspectos ambientais que podem influenciar na emissão de relatos correspondentes ou não correspondentes aos estímulos que os antecedem. A competição é um tipo de contingência de reforçamento específica que está presente no dia-a-dia da sociedade, tornando relevante a investigação de seu papel sobre a correspondência dos relatos verbais. Este estudo investigou como contingências de competição, quando o participante está ou não em desvantagem em relação a um oponente virtual, influenciam a acurácia do autorrelato de crianças sobre seus desempenhos em um jogo computadorizado. Participaram seis crianças com desenvolvimento típico que foram expostas a um jogo computadorizado de tiro ao alvo. Cada sessão era programada com 20 tentativas utilizando a sequência fazer-dizer, em que “fazer” consistiu em atirar em um alvo e “dizer” em clicar com o mouse, após o feedback do desempenho, em um quadrado verde, em caso de acerto, ou em um quadrado vermelho, em caso de erro. As condições experimentais foram: Linha de Base, que avaliou a acurácia dos autorrelatos dos participantes sobre seus desempenhos na ausência de contingências de competição; Competição-Vantagem, que avaliou o papel de contingências de competição, em que o participante se encontrava em vantagem em relação ao oponente, sobre o autorrelato; e Competição-Desvantagem, que avaliou a influência de contingências de competição, em que o participante se encontrava em desvantagem em relação ao adversário, sobre a acurácia do autorrelato. Os resultados indicaram o efeito do cenário de competição para três dos seis participantes, que apresentaram mudança no nível de correspondência após a inserção da contingência de competição. Concluiu-se que contingências de competição podem ser consideradas como variáveis de controle da correspondência entre comportamento verbal e não-verbal de crianças.

Palavras Chave

comportamento verbal; correspondência fazer-dizer; competição; relato verbal; crianças

Minicurrículo do proponente

Formado em Psicologia pela Universidade Federal de São Carlos (2019). Atualmente, é aluno de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de São Carlos (PPGPsi-UFSCar). Tem experiência na área de análise experimental do comportamento, mais especificamente: comportamento verbal, correspondência verbal, ensino de língua estrangeira por meio de procedimentos de ensino de operantes verbais.

População envolvida

Crianças

Perfil do público alvo

Intermediário

Área

Processos Comportamentais Básicos

Autores

Rafael Hanazumi Mazzoca, Mariéle Diniz Cortez