XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PODEM OS ANALISTAS DO COMPORTAMENTO UTILIZAR METODOS PROJETIVOS?

Resumo

Os chamados Métodos projetivos são instrumentos de avaliação psicológica, em geral da personalidade, com variadas aplicações clínicas. Tradicionalmente são associados a teorias psicodinâmicas; apesar dessa tradição, contudo, tanto os instrumentos quanto os fenômenos detectados por eles não são de exclusividade de nenhuma teoria psicológica. De forma geral, esses instrumentos demandam que o cliente atribua significado a estímulos pré-determinados ou construídos pelo cliente. Esta atividade fornece informações de relevância clínica sobre os sentimentos do cliente, como vê e interpreta suas relações com o mundo. Há relatos na literatura sobre analistas do comportamento utilizarem instrumentos desse tipo, mesmo não havendo modelos teóricos da AC para sua interpretação. Tal fato indica uma carência teórico-metodológica para a investigação clínica de eventos privados, entre outros aspectos, presente na literatura nacional. Portanto, este trabalho visa descrever possibilidades de utilização de testes projetivos por analistas do comportamento, como forma de responder a tal carência. Para tanto, analisamos as principais características e fenômenos relacionados a esses instrumentos e compilamos algumas interpretações teóricas e estratégias clínicas que a AC propõe nessa direção. Os principais temas são: análise de sonhos e fantasias na clínica; utilização de técnicas lúdicas; avaliação do comportamento perceptivo, verbal e simbólico. A partir disso, entendemos que o conhecimento atual na AC fornece amplas possibilidades de análise e explicação dos fenômenos captados pelos testes projetivos; deste grupo, os testes que envolvem narrativas e estímulos estruturados ou desenhos são os mais profícuos para utilização clínica neste momento. Além disso, exploramos algumas questões sobre a validade das informações obtidas, as vantagens de utilizar instrumentos com um grande histórico de pesquisas e as possibilidades de diálogo com outras teorias psicológicas.

Palavras chave

Avaliação psicológica; métodos projetivos; psicologia clínica.

Minicurrículo do proponente

Graduando em Psicologia na Universidade Federal do Paraná. Possui experiência de pesquisa em análise experimental do comportamento. Atualmente estagiário nas áreas de psicologia clínica e organizacional pela UFPR.

Perfil do público alvo

Intermediário

População envolvida

Não se aplica

Área

Análises conceituais, históricas e filosóficas

Autores

EDMAR FRANCISCO THEODORO, ALESSANDRO ANTONIO SCADUTO