XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

INVENTARIO PORTAGE OPERACIONALIZADO PARA CRIANÇAS COM BAIXA VISAO: ANALISE DE EXPERT EM DESENVOLVIMENTO

Resumo

As crianças com baixa visão devem ser encorajadas a fazer uso eficiente da sua para o seu pleno desenvolvimento. Programas de estimulação podem ser oferecidos considerando o levantamento do desempenho destas crianças. Sendo assim, o predomínio do uso de instrumentos não adaptados para avaliação desta população é prejudicial e pode comprometer o resultado da criança. Diante da carência de instrumentos para avaliar o desempenho deste público, o objetivo deste trabalho foi apresentar a análise realizada por uma expert em desenvolvimento infantil na adaptação de itens do Inventario Portage Operacionalizado para crianças com baixa visão. (IPO) A versão brasileira do IPO para crianças típicas avalia o desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos de idade. É composta por 580 itens, organizados em seis áreas: Estimulação Infantil, Socialização, Linguagem, Cognição, Desenvolvimento Motor e Autocuidados e apresenta para cada item os componentes condição de realização da tarefa, material necessário, resposta e critérios de desempenho. A adaptação do IPO para crianças com baixa visão resultou-se na adaptação de 248 dos 580 itens, por uma Comissão de Especialistas e pela avaliação dos 248 itens adaptados por uma expert em desenvolvimento infantil (JDI). JDI era doutora em psicologia e pesquisadora na área de desenvolvimento infantil. A expert, propôs alterações em 49 itens, 14 na área de Estimulação infantil, 12 na área de Socialização, 10 na área de Cognição, dois na área de linguagem, quatro na área de Autocuidados e sete na área de Desenvolvimento motor. As indicações de ajustes foram relacionadas aos componentes condição e material e foram relacionadas a melhoria na qualidade do contraste, e nas instruções de identificação da preferência do campo visual. Conclui-se que a JDI analisou e sugeriu ajustes em menos da metade dos itens adaptados, sendo que as áreas de Estimulação infantil (14) e linguagem (02) apresentaram maior e menor número de sugestões respectivamente.

Palavras chave

Inventário Portage Operacionalizado; Desenvolvimento Infantil; Deficiência Visual

Minicurrículo do proponente

Doutoranda em Psicologia pelo Progarana de Pós-Graduação em Psicologia (PPGPsi) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Com pesquisa intitulada: "ADAOTAÇÃO DO INVENTÁRIO PORTAGE OPERACIONALIZADO PARA CRIANÇAS COM BAIXA VISÃO". sob orientação da Profª Dra. Maria Stella Cutinho de Alcântara Gil. Mestra em Educação Especial pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Especial (PPGEEs) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Com pesquisa intitulada: "INVENTÁRIO PORTAGE OPERACIONALIZADO: UMA PROPOSTA DE ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS COM BAIXA VISÃO". sob orientação da Profª Dra. Maria Stella Cutinho de Alcântara Gil e co-orientação da Profª Dra. Ana Lúcia Rossito Aiello. Bolsista do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). Graduada em Psicologia pelo Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (2015). Experiência profissional como Psicóloga clínica na Clínica Cuidar, com ênfase em atendimento infantil e adulto na abordagem da análise do comportamento.(2016 a 2018). Estágio supervisionado em Orientação Profissional Individual e em grupo de pessoas com deficiência intelectual na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Timóteo (APAE) (2015). Estágio específico em Psicologia clínica com ênfase em Análise do Comportamento Aplicada (2014 a 2015). Estágio supervisionado em grupo de pacientes que sofreram AVC e seus cuidadores no Centro de Reabilitação Geral (CRG).

Perfil do público alvo

Introdutório

População envolvida

Profissional expert em desenvolvimento infantil

Área

Educação especial

Instituições

Universidade Federal de São Carlos - São Paulo - Brasil

Autores

CASSIANA SARAIVA QUINTÃO, MARIA STELLA COUTINHO DE ALCÂNTARA GIL, ANA LÚCIA ROSSITO AIELLO