XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ENURESE INFANTIL: AVALIAÇAO E INTERVENÇAO BREVE NUM ESTUDO DE CASO CLINICO

Resumo

Enurese é a perda involuntária de urina durante o sono, numa idade em que já é esperado existir controle vesical. O objetivo deste trabalho é relatar um caso clínico cuja queixa principal é enurese noturna. Participou deste estudo uma criança, sexo masculino, nove anos. Procedeu-se a avaliação neuropsicológica para analisar as queixas e estabelecer o perfil cognitivo do paciente. A avaliação foi realizada no Centro de Psicologia da Universidade Federal de Goiás. Foram realizadas 11 sessões, sendo sete com a criança e quatro sessões com os pais, sendo uma de anamnese, uma de entrevista devolutiva, outra de psicoeducação e orientação comportamental e, uma de monitoramento com vistas à avaliação dos procedimentos de intervenção. Durante a avaliação o paciente demonstrou ansiedade frente a atividades que envolvem o estressor tempo e hesitação, retraimento, medo, insegurança e sentimentos de menos-valia. Foram observadas ainda dificuldades na dinâmica familiar, sobretudo no padrão de comunicação pais-criança. Como encaminhamentos da avaliação sugeriu-se acompanhamento multiprofissional com o neuropediatra; consulta com endocrinologista (com vistas a considerar histórico de diabetes melitus na família) e o acompanhamento psicológico na abordagem comportamental com ênfase na modelagem e manejo da ansiedade. Uma sessão de psicoeducação foi realizada com os genitores e a criança a fim de conscientizá-los sobre o sintoma “enurese”. Com a criança utilizou-se literatura infantil; a mãe foi orientada a realizar com o filho o registro diário de comportamento disfuncional, bem como esquemas de reforço e fortalecimento operante. Discutiu-se que há correlação entre episódios de enurese e fatores emocionais. Uma melhora no desempenho escolar e comportamental foi observada, mas houve recidiva eventual de episódios de enurese. Atualmente busca-se aprofundar a investigação médica e, como meta primordial na terapia, alterar o padrão de comunicação com a criança.

Palavras Chave

Enurese; Orientações Comportamentais; Psicoeducação.

Minicurrículo do proponente

Neuropsicóloga efetiva do Hospital das Clínicas de Goiás. Psicopedagoga. Formação em Terapia Comportamental Cognitiva e ABA.

População envolvida

Pacientes do Centro de Psicologia da Universidade Federal de Goiás.

Perfil do público alvo

Criança com queixa de enurese.

Área

Intervenção Clínica no Consultório

Autores

BEATRIZ SABA FERREIRA BARAMILI MORAES, SANDRA BARBOZA FERREIRA