XXIX Encontro Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental 2020

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

TREINAR A CORRESPONDENCIA ENTRE DIFERENTES FORMAS DE APRESENTAR PROBLEMAS MELHORA DESEMPENHO MATEMATICO

Resumo

Resumo. A literatura científica tem documentado de modo sistemático dificuldades de aprendizado de aritmética básica desde o início da década de 80 como uma realidade em muitos países. Parte da explicação sobre dificuldades no aprendizado da matemática pode ser encontrada na falta de clareza sobre quais comportamentos devem ser ensinados para que uma criança efetivamente aprenda, por exemplo, a somar e subtrair, bem como quais são as condições de ensino mais eficazes para promover aprendizado. Com base nesse contexto, o objetivo geral desta pesquisa, dividida em dois estudos, foi investigar efeitos do procedimento de ensino de discriminações condicionais para a formação de uma classe de equivalência entre diferentes formas de apresentação de problemas sobre o desempenho ao resolver problemas aditivos. No Estudo 1 foi avaliada a eficácia desse procedimento a partir de um delineamento de linha de base múltipla. No Estudo 2 foi avaliada a eficácia de uma adaptação do procedimento. Essa adaptação simulava uma aula tradicional. No Estudo 1, participaram cinco estudantes. P1, P2 e P3 foram expostos ao treino envolvendo apenas problemas de adição, enquanto P4 e P5 apenas de subtração. Os testes de desempenho envolviam problemas de adição e subtração, em diferentes formatos: sentença-transformação, sentença-comparação, algarismo e conjunto, cada formato com as três posições da incógnita. P1, P2 e P3 apresentaram ganhos médios de desempenho de 22,34% (DP = 14,62), e P4 e P5 de 19,84% (DP = 11,22), evidenciando a eficácia do procedimento. No Estudo 2, em um delineamento A-B, P6 e P7 assistiram uma aula na qual problemas escritos foram apresentados em slides. Eles tiveram que selecionar o problema correspondente em formato de algarismo (36 itens), ou escrever em forma de algarismo o problema escrito (18 itens). Os resultados foram inconclusivos: P6 melhorou e P7 manteve o desempenho. Estudos futuros devem continuar essa linha de investigação.

Palavras chave

Palavras-chave. Análise do Comportamento; Equivalência de Estímulos; Ensino da matemática; Aritmética.

Minicurrículo do proponente

Estudante do 5º semestre da graduação de Psicologia da Universidade Federal de Roraima.

Perfil do público alvo

Crianças que frequentavam os primeiros anos do Ensino Fundamental avaliadas com baixo desempenho em resolver problemas de adição e subtração.

População envolvida

Sete crianças de uma escola pública do estado de Roraima.

Área

Educação

Autores

KEYLLA LIMA RIBEIRO, YASMIM NASCIMENTO OLIVEIRA, MARCELO HENRIQUE OLIVEIRA HENKLAIN